Regulamento - Campeonato Sênior

CMB – Clube dos Médicos da Bahia

REGULAMENTO DO CAMPEONATO DE FUTEBOL SÊNIOR – 2017

DAS INSCRIÇÕES:

Art. 1 - As inscrições para o campeonato se encerraram no dia 12/03/2017.

Parágrafo 1º- Após esta data, os jogadores inscritos serão colocados em uma lista de espera para substituírem os jogadores que se contundirem e desistirem de participar do campeonato. Poderá ser solicitado pelo líder, quando seu time tiver apenas doze jogadores (exceto o goleiro). Haverá um sorteio entre todos os jogadores na lista de espera. Caso o atleta desistente seja o da 1ª escolha, o líder poderá colocar qualquer jogador ao seu livre arbítrio, desde que preenchidos critérios para disputar a categoria “Sênior", independente da quantidade de jogadores do time.

 O atleta deverá realizar sua inscrição com pelo menos com 48 horas de antecedência da partida que possivelmente participará.

Parágrafo 2º- O jogador desistente, qualquer que seja o motivo, deverá assinar um documento desistindo da participação no campeonato.

Parágrafo 3º- O jogador desistente, não poderá voltar a participar do campeonato no ano vigente.

Art. 2 - A inscrição para o campeonato de “Sênior” só é permitida para sócios e dependentes com idade igual ou superior a 40 anos incompletos (nascidos até o ano de 1977).

Art. 3 – Sócios e dependentes inscritos no campeonato de “Sênior” poderão se inscrever no campeonato de Aberto, desde que paguem a taxa de inscrição correspondente à inscrição nas duas categorias.

Art. 4 – Cada time poderá inscrever quantos goleiros desejar, devendo estes ter idade igual ou superior a 35 anos (ano base de 1982), exceto os goleiros que participam dos babas aos domingos: Serginho, Ivan e Paulo. O valor da inscrição será de R$ 70,00 (setenta reais) para cada goleiro.

Parágrafo 1°- A equipe que atuar com goleiro com idade inferior a 35 anos (exceto os acima citados), perderá os pontos adquiridos na partida, não sendo os mesmos revertidos para equipe adversária.

Parágrafo 2º - A data limite para inscrição será a última rodada do 2º turno.

Parágrafo 3º - Um goleiro poderá ser inscrito em duas equipes, desde que pertençam a categorias diferentes (“Aberto” e “Sênior”).

Parágrafo 4º - O goleiro não poderá ultrapassar a linha do meio de campo, mesmo sem a bola, e caso isto ocorra, será marcada falta técnica. Também não poderá participar de "Disputa por Pênaltis"" como cobrador de pênaltis, quando essas ocorrerem em Torneio Início. Caso venha a fazer gol em cobrança de falta, ou em lance do seu próprio campo, será validado o gol.

Parágrafo 5º - Os goleiros só jogarão nos times para os quais forem inscritos.

FÓRMULA DE DISPUTA

Art. 5 - O campeonato será disputado em dois turnos.

Parágrafo 1º - Nos dois turnos, todas as equipes jogarão entre si e ao final de cada turno, o campeão será a equipe de melhor pontuação.

Parágrafo 2º - Por cada vitória o time vencedor ganhará 03 (três) pontos e o perdedor zero, em caso de empate, cada time ganhará um ponto.

Parágrafo 3º - Caso duas ou mais equipes terminem empatadas em número de pontos ao final de cada turno, serão aplicados os seguintes critérios de desempate (pela ordem) para definição das colocações:

  • maior número de vitórias no respectivo turno;
  • maior saldo de gols no respectivo turno;
  • ataque mais positivo no respectivo turno;
  • confronto direto no respectivo turno;
  • sorteio.

SEMIFINAIS E FINAL

Art. 6 - As semifinais serão realizadas pelos times campeões de cada turno, independentemente da colocação geral ao final do segundo turno, e pelos dois ou três times de melhor índice técnico, excetuando-se o (s) que conquistou (aram) título de turno, nas seguintes ordens de jogos:

  • Time com a melhor campanha X Time com a 4ª melhor campanha
  • Time com a 2ª melhor campanha X Time com a 3ª melhor campanha

 Obs.: Nos jogos de volta a ordem será invertida (Time com 2ª melhor campanha x Time com 3ª melhor campanha jogarão o primeiro jogo e o Time de 4ª melhor campanha X Time de melhor campanha jogarão o segundo jogo)

Parágrafo 1º- Os times de melhores campanhas durante o campeonato (soma dos pontos dos dois turnos) terão a vantagem de jogar as semifinais por dois resultados iguais ou mesma diferença de gols, caso haja ganhadores diferentes.

Parágrafo 2º - Na partida final, os times jogarão em igualdade de condições, o vencedor do jogo será o campeão; havendo empate, teremos uma prorrogação de 20 minutos (dois tempos de 10, sem intervalo), continuando o empate, será decidido em cinco cobranças alternadas de pênaltis; persistindo o empate, cobranças alternadas até definição do vencedor.

Parágrafo 3º- O time campeão de cada turno será premiado com uma caixa de cerveja, oferecida pelo Clube dos Médicos da Bahia.

DISPUTA DOS JOGOS

Art. 7 - Os jogos serão disputados com o máximo de 10 (dez) jogadores, incluindo o goleiro.

Parágrafo único – As partidas só poderão ser iniciadas ou prosseguidas, com o número mínimo de 7 (sete) jogadores (incluindo o goleiro).

Art. 8 - Serão disputadas três partidas por tarde de sábado, com início previsto para a primeira partida às 14:50 h, a segunda às 16:15 h e a terceira às 17:40 h, havendo tolerância de 15 minutos para o início dos jogos (considerando o horário previsto).

Art 9 - Caso uma equipe não se apresente no campo de jogo no horário estipulado com o número mínimo de atletas determinado no parágrafo único do Artigo 7o e após o prazo de tolerância determinado, será considerada perdedora por W x O e o placar corresponderá a 2 X 0 para a equipe adversária. Se ambas as equipes não tiverem número suficiente de jogadores, serão as duas consideradas perdedoras por W X O, computando-se 2 gols negativos para cada uma.

 Os líderes assinarão um termo de concordância e consentimento sobre a rigorosidade e aplicabilidade deste artigo.

Parágrafo 1o - Não havendo as rodadas ou jogos, conforme calendário, por motivo de mau tempo ou outro evento significante, os mesmos serão reprogramados pela Diretoria do Clube, a qual cabe decidir sobre a suspensão da rodada ou dos jogos.

Parágrafo 2o - Havendo W x O, será realizado um “jogo baba” com os integrantes dos dois times, mais a participação de outros sócios ou dependentes, se necessário, apitado pelo árbitro escalado para o jogo.

Art. 10 - Se por qualquer motivo uma equipe durante a partida ficar reduzida a menos do número mínimo de jogadores citado no parágrafo único do Artigo 7o, a partida será encerrada e o time adversário será considerado vencedor pelo placar do momento da interrupção do jogo, caso esteja ganhando por dois ou mais gols de diferença ou por 2 X 0, caso esteja ganhando por diferença de um gol, perdendo ou empatando.

Art. 11 - Os jogos terão a duração de 70 minutos, divididos em dois tempos de 35 minutos, com 05 minutos de intervalo.

Art. 12 - Não haverá limite de substituição de jogadores durante as partidas e os jogadores substituídos poderão retornar a participar dos jogos.

Parágrafo único – Não será permitido a troca de jogadores entre as equipes após as escolhas.

Art. 13 - Não será permitido o uso de chuteiras com birros.

DATAS DOS JOGOS

Art.14 - Serão divulgadas pela Diretoria do Clube e realizados em sábados alternados com o campeonato "Aberto".

Parágrafo 1º- Em alguns feriados ou "feriadões" não serão programados jogos, ocasiões em que as equipes poderão ficar sem jogar por 30 ou mais dias.

Parágrafo 2º- Esta sequência acontecerá até o final do 2º turno.

Parágrafo 3°- As datas das semifinais e finais serão divulgadas pela Diretoria do Clube, de acordo com o calendário do ano vigente.

Parágrafo 4º - Não haverá mudanças de horários ou dias previamente estabelecidos, a não ser em casos de força maior, mesmo que haja concordância dos times envolvidos.

UNIFORMES

Art. 15 – As equipes deverão, obrigatoriamente, estar devidamente uniformizadas com meiões, calções e camisas iguais, sendo estas últimas numeradas, não sendo permitida a repetição de números na mesma equipe.

Parágrafo único – Será facultativo o uso de meiões para os jogadores que prefiram jogar descalços.

Art. 16 - Havendo semelhança nos padrões e que venha causar ao árbitro dificuldades para a boa condução da partida, deverá ser realizado um sorteio entre as equipes, ficando o perdedor obrigado a trocar de uniforme, podendo utilizar-se de material do clube.

PARTICIPAÇÃO DOS ATLETAS

Art. 17 - Para participar dos jogos, os jogadores deverão estar devidamente inscritos e em dia com suas obrigações no clube (pagamento da inscrição no campeonato, pagamento de anuidade, mesmo que parcelada, e pagamento de qualquer outro débito junto à ABM).

Parágrafo 1o – Não será permitida a participação nos jogos do sócio ou dependente em débito com a Associação Bahiana de Medicina.

Parágrafo 2o - Caso um jogador (ou o responsável no caso de dependentes) porventura tenha feito seu pagamento em instituição bancária e a secretaria do clube não tenha recebido este comprovante, o mesmo poderá atuar, porém, obriga-se a apresentar o comprovante de pagamento com a data do dia ou anterior ao jogo. Caso seja comprovado o atraso ou falta de pagamento, o jogador não poderá atuar no jogo seguinte de sua equipe.

Art. 18 – Todos os sócios ou dependentes inscritos no campeonato terão direito a jogar, pelo menos, 25 minutos em cada partida, ou outro critério de participação adotado em comum acordo com o líder do time.

Parágrafo 1° - Caso o jogador não tenha o seu direito respeitado e solicitar por escrito até 48 horas após o jogo, terá o direito de jogar os dois tempos na partida seguinte.

Parágrafo 2° - Caso algum jogador, tendo seu direito já contemplado, não atenda à decisão de sair do jogo por solicitação do líder, será punido com suspensão automática a ser cumprida no jogo seguinte, após comunicação por escrito do líder à Diretoria do Clube.

PENALIDADES

Art. 19- A jogada conhecida como "carrinho", em quaisquer circunstancias, será considerada como faltosa, a ser cobrada em dois lances, caso não atinja o adversário, podendo ainda ser passível de punição por cartão amarelo ou vermelho, a depender do potencial de risco em relação à integridade física de quaisquer envolvidos na jogada.

Art. 20 - O atleta punido com três cartões amarelos será suspenso automaticamente por um jogo. Se punido com o cartão vermelho (direto), fica automaticamente suspenso da partida seguinte.

Parágrafo 1° – Ao final de cada turno os cartões amarelos serão zerados, mesmo para aqueles que recebam o 3º cartão amarelo na última partida do turno.

Parágrafo 2° - O jogador que já tiver recebido um cartão amarelo durante uma partida, caso receba um segundo amarelo (e em consequência o vermelho) na mesma partida, será afastado do jogo, porém, não cumprirá suspensão automática. Neste caso um cartão amarelo será computado para as partidas seguintes. Caso o cartão seja o vermelho direto, sairá do jogo e cumprirá suspensão automática.

Art. 21 - O jogador expulso de campo (por cartão vermelho) poderá ser suspenso por mais jogos, independentemente da suspensão automática, se assim a Diretoria do Clube decidir, a quem cabe o julgamento, baseado na súmula do árbitro, relatório do mesário ou de qualquer um dos Diretores presente no Clube.

Art. 22 - Ficam estabelecidas as penas mínimas abaixo relacionadas:

  • expulsão simples – um jogo (automática);
  • ofensas à Direção do Clube – dois jogos;
  • ofensas à integridade moral do árbitro – dois jogos;
  • tentativa de agressão ao árbitro - dois jogos;
  • tentativa de agressão ao colega - dois jogos;
  • agressão física a colega – três jogos, independente de julgamento pela Diretoria
  • que poderá ampliar ou aplicar outras penalidades;
  •  agressão física a árbitros – três jogos, independente de julgamento pela Diretoria que poderá ampliar ou aplicar outras penalidades.

PROTESTOS

Art. 23 - Caso alguma equipe sinta-se prejudicada por qualquer motivo, terá o prazo de 72 horas, contadas a partir do término da partida que gerou o fato, para o (s) devido (s) protesto (s) através de requerimento, assinado pelo líder à Diretoria do Clube.

ARBITRAGEM

Art. 24 - Os árbitros e bandeiras dos jogos deverão pertencer, preferencialmente, ao quadro de árbitros da Federação Bahiana de Futebol.

Parágrafo 1º- No 1º turno as partidas serão apitadas pelo quadro de arbitragem coordenado por Jomar Maia, podendo este quadro permanecer até o final do campeonato.

Parágrafo 2º- Quando do não comparecimento de algum integrante do trio de arbitragem aos jogos programados, o Diretor do Clube escolherá, juntamente com os líderes dos times competidores, o (s) substituto (s) dentre os associados presentes.

Parágrafo 3º - Foi estabelecido por consenso, que deverá haver postura respeitável e decorosa com a arbitragem, tendo esta a orientação de ser rigorosa perante qualquer participante deste campeonato.

PREMIAÇÕES:

Art. 25 – As premiações serão as seguintes:

1- Time campeão: taça e medalhas

2- Time vice-campeão: medalhas

3- Melhor jogador: uma placa e um jantar com direito a acompanhante (em local a ser designado pela diretoria do clube)

4- Artilheiro: uma placa e um jantar com direito a acompanhante (em local a ser designado pela diretoria do clube)

5- Jogador revelação: uma placa e um jantar com direito a acompanhante (em local a ser designado pela Diretoria do Clube)

6- Goleiro menos vazado: uma placa e um jantar com direito a acompanhante (em local a ser designado pela diretoria do clube).

Parágrafo único - O goleiro para concorrer à medalha de menos vazado, deverá participar de no mínimo, 70% dos jogos do seu time.

.Art. 26 – As escolhas dos melhores do ano serão realizadas de acordo com as notas atribuídas pelas estatísticas que ocorrerão durante o ano, trabalho realizado pelo senhor João Max.

CÂMARA DOS LÍDERES

Art. 27 - Denomina-se câmara dos líderes, uma comissão formada por líderes dos times, cujo objetivo é fazer cumprir o regulamento do campeonato.

Art. 28 - A comissão referida no artigo anterior se reunirá, quando convocada pelo Diretor do Clube, para tratar de assuntos relacionados ao campeonato.

Art. 29 – Qualquer mudança no regulamento do campeonato só poderá ser feita se houver unanimidade da comissão referida nos artigos anteriores, ficando já determinado que a Diretoria do clube terá direito a veto em qualquer decisão.

Art. 30 – É vedada à comissão citada julgar infrações cometidas por jogadores.

CASOS OMISSOS

Art. 31 - Os casos omissos deste regulamento serão decididos pela Diretoria.

Este regulamento foi elaborado por Evânio Tavares (Presidente), Luiz Augusto Vasconcelos (Diretor de Esportes) e Ronaldo Barros (Diretor Administrativo), com as colaborações de: Robson Rêgo, Gustavo Argollo, Zé Carlos Rodrigues, José dos Santos Gois, Paulo Queiroz, Adolfo Carneiro, Eduardo Pinheiro, André Moura Bastos, Alissandro Bittencourt, Davi Barbosa, Marcio Sampaio, Gilvan Pinho.

 Salvador, 18 de março de 2017.

Evânio Tavares

 (Presidente)

Rua Baependi, Nº 162
Ondina, Salvador - Bahia
CEP: 40170-070
Tel.: 71 2107-9666
2019. Associação Bahiana de Medicina. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital